sexta-feira, 5 de agosto de 2022

ESTADO DE SAÚDE DA NOSSA MEMÓRIA COLECTIVA

Meus estimados irmãos e camaradas,

É incrível o que tem acontecido nestes últimos dias em relação às datas históricas. Este governo de iniciativa presidencial está a enveredar-se para um caminho perigoso. Pretende, num vergonhoso desrespeito à hierarquia das leis, suprimir, através de um simples decreto-lei, algumas datas memoráveis e patrióticas, nacionais e internacionais, como 23 de Janeiro (Início da luta armada contra o colonialismo português), 8 de Março (Dia Internacional das Mulheres), etc.

Pergunto: como é possível tanta petulância?

A eliminação das datas históricas consideradas dias de feriado nacional e internacional, só pode ter sido inspirado em ideias  salazaristas e pidescas. Nada justifica esta decisão, mas o actual Ministro das Finanças tem sido o promotor dessa bobagem, que jamais aceitaremos.   

sábado, 23 de julho de 2022

 EMGFA: HUMILHAÇÃO DE GENERAIS NA RESERVA? 

É criminosa a decisão de despejo, divulgada na imprensa, contra os cinco generais na reserva visados nessa patranha. Todos os visados, são, por sinal, combatentes da liberdade da pátria, beneficiários da gratidão eterna de todos os cidadãos guineenses proclamada pela constituição e leis da República da Guiné-Bissau. O que estará por detrás de tudo isto? É pura perseguição, inveja ou vingança, senão, vejamos:

1 - O EMGFA não tem competências para tomar decisão com esta envergadura. O dono do patrimônio do Estado seria, neste caso, o Ministério da Defesa e Combatente da Liberdade da Pátria;

2 – Não existe Lei (ou regulamento) sobre a matéria. O que existe é apenas um anteprojecto, uma tentativa de lei, um esboço que não chegou a ser aprovado em Conselho de Ministros;

3 – E sabe-se que qualquer ato de despejo resulta de uma condenação em tribunal. Ora, nenhum dos generais visados foi julgado e condenado.

A lei é geral e abstrata:

O EMGFA tem invocado, artificiosamente, o artigo 10.º de um anteprojeto de Lei para legitimar a sua intenção malévola de despejo. Mas, mesmo que de um regulamento legal e aprovado em Conselho de Ministros  se tratasse, o referido artigo (10.º) não omitiria casos flagrantes de habitações ainda ocupadas pelas viúvas de, por exemplo, generais como Mamadu Alfa Djalo e Ansumane Mané. Isto, sem citar, portanto, casos ridículos de habitações do Estado adquiridas ao desbarato pelas personalidades públicas, nas últimas décadas, sobretudo, na capital (Bissau). 

O EMGFA atenta contra o prestígio e o bom nome dos generais na reserva e suas famílias?

Aguardemos pelas entrevistas, individualizadas, dos generais visados por esta cabala.

  

sexta-feira, 1 de julho de 2022

 POLITIQUICE NA “FUNÇÃO PÚBLICA”?

Ouvi do meu falecido avó - que Deus o tenha no outro mundo – que a equipa que ganha não se mexe. Salvo as devidas excepções, era suposto que este Governo de “Iniciativa Presidencial” acautelasse as mexidas nos lugares técnico-administrativos. Refiro-me aos escalões a partir de diretores-gerais para baixo. Mas, com as eleições em pano de fundo, parece que há partidos políticos famintos, pretendendo garantir lugares à sua claque em detrimento da competência.

terça-feira, 21 de junho de 2022

 

“COLEGA” É UM NOVO CONCEITO DE ESTADO?

O significado da palavra "colega" define pessoa que pertence a mesma colectividade, categoria, função ou profissão. Penso, portanto, que todos os cidadãos conhecem quem são os seus colegas. E mais, todos os políticos sabem distinguir pessoas e instituições, sejam públicas ou não.

Será que o povo não é quem mais ordena, melhor dizendo, o povo e o Estado já não pertencem a mesma colectividade? 

A meu ver, o problema está na interpretação da noção de Estado. Alguns confundem "disciplina militar" com regras administrativas. Para outros, o Estado nunca poderá confundir-se ou se emanar do povo, mas sim de uma classe social.

Na Guiné-Bissau, parece que há dois pesos e duas medidas na interpretação da noção de “colega”: 

O Madem não é colega, mas o PTG e outros partidos políticos já podem ser colega de alguns representantes das instituições públicas. Se a aproximação do Madem a uma figura pública é interpretada como promiscuidade política do tipo "partido-Estado", as relações de afinidades políticas, bem conhecidas, entre certas figuras públicas e o PTG não são promíscuas  e nem permitem que este novo partido se atreva a ditar as regras de jogo a quem quer que esteja na berlinda.

Dizia Amílcar Cabral "Nem tudo que brilha é ouro: dirigentes políticos - mesmos os mais célebres - podem ser alienados culturais."


domingo, 19 de junho de 2022

 PR EM ROTA DE COLISÃO COM SUA BASE ELEITORAL?

Nós sempre demonstramos apoio incondicional à Verdade e ao PR. Mas, se tivermos mesmo que optar, que fique claro: nunca hesitaremos em seguir atrás da Verdade, porque só ela nos libertará!

O regresso apoteótico do líder e Coordenador Nacional do MADEM-G15, Braima Camará, no sábado, dia 18 de Junho, pós a nu o nível de degradação das relações políticas entre o PR e a sua base eleitoral natural (o MADEM-G15). Prova dessa trivial desavença não foi só a decisão, sem razão aparente, de bloqueamento de salário e outras regalias inerentes, do deputado e líder da bancada parlamentar do MADEM-G15, Dr. Abdu Mané, muito antes da dissolução do parlamento. Os desabafos, também, da destacada militante do MADEM-G15, Dra. Sarathou Nabin, mulher guerreira e filha do Combatente da liberdade da pátria, Armando Ramos, na sua página do facebook, falam por si.


Vale a pena escutar as criticas pertinentes da Dra Sarathou Nabian


Ingratidão é filha da soberba!  

sexta-feira, 17 de junho de 2022

 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA RECOMENDA AO GOVERNO A REABILITAÇÃO DO “HISTÓRICO” LICEU KWAME NKRUMAH

O Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, recomendou esta terça-feira, 14 de junho de 2022, a nova ministra da Educação e ao primeiro-ministro no sentido de se engajarem na recuperação do liceu nacional nacional Kwame Nkrumah, que está numa fase avançada de degradação, para que possa funcionar no próximo ano letivo.

Embaló fez essa recomendação na cerimónia de posse de quatro membros do governo que não tinham sido empossados, designadamente a ministra do Estado dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e das Comunidades, Suzi Carla Barbosa, e os três dirigentes do Partido da Renovação Social (PRS), nomeados ontem, Dionísio Cabi, ministro dos Recursos Naturais, Augusto Poquena, ministro da Energia e Indústria, e Martina Moniz  para a pasta da Educação Nacional. 

Os dirigentes dos renovadores ora empossados substituem os três dirigentes do PRS, incluindo o presidente em exercício do partido, que não estiveram presentes na cerimónia de posse dos membros do governo, na semana passada, o que terá  levado o chefe de Estado a exonerá-los.

O Chefe de Estado disse na sua curta intervenção que recebeu as imagens do liceu nacional Kwame Nkrumah, que está numa fase muito avançada de degradação, tendo recomendado a nova ministra da Educação Nacional e o chefe do executivo para se engajarem na recuperação do liceu para garantir  que possam funcionar no próximo ano letivo.

Questionado se tinha concertado com os renovadores (PRS) para a formação do governo ou a indicação de três dirigentes daquela formação política para o executivo, respondeu que concerta apenas com o primeiro-ministro, que “é o chefe do governo”.

“Este não é o governo dos partidos políticos. Se fosse o governo dos partidos políticos, obviamente seria do partido que ganhou as eleições legislativas, que não é o caso. Este é um governo da iniciativa presidencial. O presidente é Livre de escolher figuras a nível das formações políticas e fora das estruturas partidárias. A única pessoa com quem posso concertar é o primeiro-ministro, não os partidos políticos”, esclareceu.

Sobre as condições impostas pelos libertadores (PAIGC) para integrar no executivo, sobretudo no concerne à questão dos direitos humanos, explicou que o PAIGC não apresentou nenhuma condição para se integrar no governo.

Por: Assana Sambú

Fonte: O Democrata


segunda-feira, 13 de junho de 2022

SIM, SENHOR PRESIDENTE!

Diz uma letra da canção do rapper paulistano Criolo:

“Eu não quero viver assim a mastigar desilusão

Este abuso social requer Atenção, Foco, Força e Fé

Já falou um irmão,

Meninos mimados não podem reger a nação 




quarta-feira, 1 de junho de 2022

GOVERNO DE INICIATIVA PRESIDENCIAL

O vazio político criado com a dissolução da Assembleia Nacional Popular (ANP), sem Governo, desde 16 de Maio último, deu, de facto, azos para especulações e ilusões.

A expectativa é grande, mas as especulações e ilusões também. 

Muito embora tenhamos a consciência de que a formação deste Governo dependerá única e exclusivamente de Sua Excelência Senhor Presidente da República, isso não impede que se começa a avançar com cenários que procuram, sem escrúpulos, determinar a formação do novo Governo.

A prudência é fundamental nos momentos que restam para a leitura ou divulgação do novo Decreto Presidencial. Porque existem departamentos estatais extremamente sensíveis, cujos projectos podem afundar liminarmente se forem mudados os seus titulares. 

Não poderemos indicar as áreas em causa, sob pena de sermos acusados também de manipuladores, mas, nomear por capricho político poderá provocar anarquia administrativa em vez de dinamizar os sectores em causa. 

As áreas são eminentemente sociais e vai ser fundamental contar com informação dos conselheiros, penso. Na minha humilde opinião, não se deve suplantar projectos sociais com governos ou governantes focalizados em eleições. 

É preciso chamar atenção do facto de há departamentos de Estado mais abastadas do que outras e há as instituições estatais que nem conseguem executar a sua dotação orçamental, por capricho do Ministério das Finanças. 


A EQUIPA QUE GANHA NÃO SE MEXE!

   

sexta-feira, 27 de maio de 2022

OBRIGADO GOVERNO DA X.ª LEGISLATURA

Salvo o percalço de 1 de Fevereiro, todos os membros do Governo da X.ª Legislatura merecem aplausos pela dedicação e empenho patriótico. Coragem, porque “Roma não se fez num dia”, ainda por cima, endireitar um país larapiado durante meio século por gatunos.

quarta-feira, 25 de maio de 2022

 ATENÇÃO: PIQUETES BURLÕES  DA EAGB

Tem andado pelos bairros da capital, uma falsa equipa Eq=E, conforme se pode ver no documento exibido, a extorquir dinheiro aos utentes por meio de chantagem e negociatas. Fazem cortes de forma abusiva e sem deixar aviso prévio. Notificam os utentes com falso verbete reproduzido em papel empalidecido, sem assinatura do técnico responsável, etc. Os infractores mascarados de agente de piquete da EAGB têm utilizado este contacto para suas actividades nocivas contra a nossa população: 955806173.



terça-feira, 26 de abril de 2022

 EMPOSSADA  CORRENTE NEOMAXISTA



Sua Excelência Senhor Presidente da República, Umaro Cissoco concedeu posse, ontem - espera-se com sabedoria, conhecimento de causa e boa fé - a uma comissão composta por elementos da corrente neomarxista (da escola de António Gramsci), para a escrita da história da luta de libertação.

Salvo a figura do conhecido historiador e investigador, Dr. Julião Soares Sousa, não se conhecem da parte dos restantes membros da dita Comissão, obras ou temas impactantes em resultado do trabalho de campo vivido in-loco na realidade da sociedade guineense, sobretudo na área da história e sociologia.

O próprio coordenador adjunto da Comissão, Carlos Cardoso é formado em filosofia na antiga RDA (Alemanha). Foi diretor-geral do INEP, durante o consulado do General Nino Vieira, mas nunca se mostrou predestinado para a investigação no domínio da história. Não se lhe conhecem textos ou obras literárias de vulto. A sua varinha de condão consiste em coordenar projetos corriqueiros. Depois de ter deixado a função de diretor-geral, após a guerra civil que destituiu Nino Vieira em 1978, transformou-se em comentador na Rádio África em Portugal, no programa "Debate Africano". A seguir ganhou um posto na CEDEAO em Dakar/Senegal, não regressando ao INEP, preferiu fundar, logo de seguida, um “Centro de História” de vocação gramsciana, onde ele é o presidente.

A investigação científica não compadece com a política e muito menos com correntes ideológicas. Esta matéria pertence a todos nós, guineenses, por isso, estaremos aqui e atentos às perversidades das quais o homo sapiens é capaz.

Atenção: acabo de ser informado esta manhã de que afinal existe uma instituição do Estado (Centro) vocacionada para esta temática - abandonada, sem instalações nem recursos para o seu funcionamento - que não foi tida nem achada nesse processo que iniciou com o empossamento pelo Presidente da República da Comissão para Escrita da História da Luta de Libertação.

Pergunto: como se pode permitir animosidades em processos de investigação que se presumem ser de carácter científico? Será que o PR não dispõe de conselheiros à altura do cargo?

sábado, 26 de março de 2022

 GUIÃO TRAPACEIRO DO DSP

Sobre o tenebroso e viciado Guião para o X Congresso, replicou Óscar Barbosa (Cancan):

“… é uma sórdida manobra perpetrada pela actual direcção e muito principalmente pelo seu Presidente com a condenável conveniência do Conselho Nacional de Jurisdição e Fiscalização e de alguns veteranos da Luta de Libertação Nacional, com claro objectivo de tentar barrar os candidatos cuja competência, dedicação e história no PAIGC e patriotismo já demonstrados, são decisivos para afirmação de uma alternativa credível à actual direcção.

Este Guião mina uma prática que sempre deu força e vitalidade ao PAIGC, isto é, à luta sã e aberta entre os seus militantes para serem eleitos entre os melhores nas suas respectivas bases de militância e não o que acontece agora com este documento que contraria em absoluto os Estatutos actuais do PAIGC.

Mudar ou adaptar os Estatutos aos interesses de alguém só podem ser possíveis com a anuência do Congresso e nunca do Comité Central que não tem competência para alterar seja o que for sobre os Estatutos.

Uma coisa se me afigura como certa e decisiva com a providência cautelar interposta por um militante consciente e conhecedor dos estatutos do partido, razão pela qual penso que o processo tenha que ser reiniciado e assim pôr-se fim a essa descarada vergonha de se querer garantir previamente uma votação do “sim senhor”.

A criação de uma Comissão de Reconciliação neste contexto actual do partido não é mais do que, uma manobra tendente a criar confusão e um engodo para enganar os menos prevenidos, apesar de ela integrar algumas grandes figuras de Combatentes da Liberdade da Pátria que nos merecem o devido respeito…”

segunda-feira, 21 de março de 2022

QUEM MANDOU SOLTAR VERÍSSIMO NANCASSA?


PR de Angola, DSP e Veríssimo Nancassa em Luanda "Diz-me com quem andas..."


Ele é empresário sem atividade declarada em nenhum país, financiador-mor do DSP e do terrorismo, barão de droga e instigador das claques dos traficantes/terroristas guineenses em Portugal. Foi solto da Segunda Esquadra, na semana passada.

Qual terá sido, então, o preço de Veríssimo Nancassa (Tchitchi) e o destino dos seus seguidores que se encontram ainda detidos, como, por exemplo, o caso de Wilson Barbosa, o angariador da logística para o ataque terrorista de 1 de Fevereiro?

Quem mandou soltar o barão da droga, Tchitchi terá que ficar no seu lugar, na cela sul da Segunda Esquadra!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

 QUEM NÃO DEVE NÃO TEME




1 – Por que DSP se vitimiza, dizendo isto: “Sinto que a minha vida está em risco assim como de muitas pessoas ao meu redor. Por isso fiz questão de levar isso ao conhecimento da comunidade internacional, não para pedir qualquer protecção, mas para os responsabilizar”?

Resposta: vê-se, claramente, que ele se considera intocável (super-homem) e não pode ser interpelado pela Justa Nacional. "A sua vida está em risco" apenas porque a Justiça requereu a ANP o levantamento da imunidade parlamentar e tendo em conta as manobras "dilatórias" da mesma, nesse caso, a Justiça decidiu impor ao deputado DSP medida de coação obrigatória de permanência no território? Esse menino é mimado!

A quem DSP referia quando falava em "pessoas ao meu redor", para além, portanto,  dos seus familiares? Os Zambranos!

O DSP diz ter levado o assunto ao conhecimento da comunidade internacional, não para pedir qualquer proteção, mas para os responsabilizar. Sacur! É caso para perguntar se a dita comunidade internacional interfere na justiça dos países soberanos? Outra questão: Será que DSP se considera cidadão da tal comunidade internacional e não da Guiné-Bissau?

2 – Por que DSP incrimina, dizendo isto: “Se algo me acontecer têm de responsabilizar Umaro Sissoco Embaló, mas também perguntar ao general (Biagué Na Ntan) o que aconteceu, pois serão os responsáveis e terão de responder por isso”?

Resposta: não é segredo para ninguém que DSP sempre elegeu Umaro Cissoco Embaló como alvo a abater. E em relação ao general Biagué Na Ntan, é de referir que o DSP tem vindo a arranjar bode expiatório para os seus problemas e a misturar a função do general com aquilo que poderia ser a relação  pessoal entre os dois. Ou será porque o DSP se opõe à medida de "caça aos bandidos" decretada pelo General?

DSP I GATO KU LIMBI NATA...

domingo, 20 de fevereiro de 2022

 

CAÇA AO HOMEM

Faço minhas as sábias palavras do CEMGFA, General Biagué Na N’Ntan, dirigidas ao sector da Defesa,  ontem, onde decretou pela caça aos terroristas que atacaram o Palácio do Governo no dia 1 de Fevereiro passado. 

As Forças Armadas não podem ficar de braços cruzados sem perseguir os bandidos. Eles não são simples ladrões, mas sim gente criminosa que quis decapitar o nosso Estado e destruir a paz conquistada há mais de seis anos. As FA não podem regredir em matéria de perscrutação da paz.

Em relação aos apoios internacionais pela manutenção da paz, concordo plenamente com o CEMGFA, para dizer, portanto, que acredito que as nossas FA carecem apenas de apoios na vertente operativo, ou seja, da logística militar, e nada mais. Senão, tudo o que uma força de estabilização - num país como nosso - precisa é de informação que só as nossas FA são capazes de lhe facultar.  





domingo, 13 de fevereiro de 2022

 INIMIGOS JURAMENTADOS DE MORTE?

Decorrido 13 dias após o atentado terrorista contra o Presidente, Primeiro-ministro e seu elenco governamental, no Palácio do Governo, será que o momento é propício para avaliar os verdadeiros inimigos da pátria?

A resposta pode parecer complexa, mas é muito simples, comparando as reações dos dois lados da contenda, A (1 de Fevereiro) e B (7 de Fevereiro), respectivamente. Imaginem os cenários seguintes:  

1 – Se o lado B, não aplaudisse, efusivamente, na rádio e nas redes sociais, o ataque terrorista contra o lado A;

2 – Se o lado B, depois da frustração do ataque, não acusasse o lado A de “teatralização” da ofensiva contra o Palácio do Governo;

3 – Se o lado A, não prometesse apresentar resultados do inquérito sobre os ataques, tanto do dia 1 como do dia 7 de Fevereiro;

4 – Se o lado B, para baralhar ainda mais pistas e confundir os cidadãos, não exibisse, publicamente, lista falsa sobre os implicados no atentado do dia 1 de Fevereiro;

5 – Se o lado B, não se lançasse em campanha de vitimização, acusando o lado A de perseguição política;

6 – Se o lado B, alguma vez demonstrasse sensatez em estender a mão para o lado A, pelo hediondo ataque sofrido, etc. 

Não estaríamos em condições de descobrir, no lado B, o "feito do vilão, atirar a pedra e esconder a mão"

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

 ONDA DE SOLIDARIEDADE NA GUINÉ-BISSAU



Os guineenses estão de parabéns pela sua veia solidária. Os onze dias - a contar de 1 de Fevereiro até a data presente - têm sido marcados pelo recolhimento e pela emoção. A sociedade guineense, desde o simples cidadão, líderes e representantes das famílias e das comunidades, sociedade civil e partidos políticos, até os embaixadores e personalidades estrangeiras, souberam mobilizar-se e expressar, cada um por seu lado, o sentimento de solidariedade com o Presidente da República e o Executivo.  

A solidariedade é um valor humano universal, que está presente em todas as culturas. Trata-se de uma qualidade que está relacionada à bondade, à empatia e o amor. Ser solidário é se sensibilizar com a dor do outro e estender a mão para ajuda-lo de alguma maneira.

O Papa João Paulo II afirmou que solidariedade não é um sentimento vago de compaixão pelos infortúnios das outras pessoas e sim uma determinação firme perseverante de se comprometer com o bem comum. Nesse sentido, ser solidário vai além de realizar gestos esporádicos de caridade, envolve realmente abraçar as causas e se tornar parte delas.

Neste caso em concreto, haverá pessoa ou organização da sociedade civil ou políticas, no nosso país, que, certamente, poderão não estar envolvidas em abraçar causas humanitárias ou até que se sintam alheias a essas mesmas causas.

Sabemos, pois, que a Organização das Nações Unidas, instituiu na Assembleia Geral de 2005, o Dia Internacional da Solidariedade Humana, que é comemorado em 20 de Dezembro.

Será só nesta data (20 de Dezembro) que o PAIGC se dignará manifestar sua "solidariedade" para com o Presidente da República, o Primeiro-ministro e o Executivo?      

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

 

PAIGC PEDE MAIS DERRAMAMENTO DE SANGUE?

Aproveitamos, neste espaço, para lançar vibrante apelo aos jovens, pais e encarregados da educação, para que se afastem e evitem de entrar em tumultos e atos de violência contra as instituições e contra quem quer que seja.

Chamo atenção, sobretudo, aos jovens, porque há um Satanás na área cujos filhos vivem, neste momento, todos  na Europa, querendo empurrar a nossa juventude (fidjus  di coitadis) para se queimarem no fogo.

Domingos Simões Pereira é o maior dos demónios em face da terra. Ele ainda não se despertou do pesadelo da derrota eleitoral. Continua possuído pelo ódio e desejo de vingança. Está desesperado e pretende agora empurrar o povo para a violência, manipular gente humilde contra as instituições democráticas.

O Lúcifer DSP disse, ontem, basicamente, o seguinte: “(…) chegou o momento, hora e limite de mobilizar o povo para se levantar, todos de uma vez, para “explodir, revoltar e reagir” contra a atual situação vigente no país.”

Mas, o Governo avisa que vai tomar medidas, "doa quem doer" para neutralizar os promotores do caos e da anarquia...

terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

“DISKUNFIADU I GATU KU LIMBI NATA”



Este provérbio crioulo diz-nos tudo. É o que tem estado a acontecer, nos últimos dia, com o maior partido da oposição na Guiné-Bissau, PAIGC. 

Todos vimos “mulas” da droga, travestidos de militantes desse mesmo partido, pulularem nas redes sociais, a incentivar e a aplaudir o ataque terrorista contra o Presidente da República e o Governo de Nuno Nabiam reunidos em Conselho de Ministros, no dia 1 de Fevereiro passado. Tendo sido frustrada a intentona, imediatamente, inverteram o discurso. Passaram a dizer que o atentado foi “inventado” pelo Presidente da República. Logo, em seguida, publicaram uma lista falsa de implicados no ataque, nas suas páginas. Agora estão desesperados e a lançar barbaridades de que o Governo “construiu cenários” para responsabilizar o PAIGC pelo ataque ao Palácio do Governo, etc., etc.

Na minha educação "autóctone africana", fui ensinado um provérbio básico que diz o seguinte: “Quem não deve não teme”!       

 

LGDH ATRELADA AOS PARTIDOS POLÍTICOS?


A Direcção Nacional da Liga Guineense dos Direitos Humanos tem dois pesos e duas medidas. Ela é apanhada em flagrante delito por ter ignorado, por completo, e não ter pronunciado uma só palavra de condenação ao atentado terrorista ocorrido no dia 1 de Fevereiro, contra o Presidente da República e o Primeiro-ministro no Palácio de Governo. E é esta mesma LGDH chefiada pelo Dr. Augusto Mário que se lança ao terreiro, hoje, para expressar a sua inquietação e abalo psicológico em relação ao assalto à Rádio Capital FM, ocorrido, ontem, dia 7 de Fevereiro.

Em quê que ficamos, senhor Dr. Augusto Mário, vai fundar ou não o seu próprio partido político, para poder fazer política sem a máscara da LGDH?

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

PEDIDO DE FORÇAS DE ECOMIB?

 

À margem da Cimeira de Chefes de Estado e de Governo, realizada em Adis Abeba/Etiópia, a Ministra dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, Carla Suzi Barbosa reuniu-se com o Presidente da Nigéria, onde, segundo a Agência Gomes Notícias-gb/faladipapagaio, lhe terá informado sobre o ocorrido no dia 1 de Fevereiro, dizendo o seguinte:   

“Eles tentaram matar o Presidente Embaló. Destruíram o Palácio presidencial com bazucas, mataram 11 jovens. Demorou cerca de cinco horas para restaurar a ordem. Foi um pesadelo”.

"Destruíram o Palácio Presidencial", de que país?

Segundo alguns analistas e observadores atentos, a Ministra tenta, de forma confundida, “convencer Buari a permitir que Macky forneça a força a força de invasão que se prepara para Bissau”. 

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

 ATAQUE SUICIDA CONTRA O PR E O PRIMEIRO-MINISTRO



No dia 1 de Fevereiro, um grupo de homens armados, encapuçados e trajados a civil, atacou o Palácio do Governo onde estavam reunidos em Conselho de Ministros, toda a cúpula governamental, incluindo o Presidente da República e o Primeiro-ministro, com o objectivo de decapitar o Estado Democrático e de Direito.

Vamos confiar na investigação em curso e aguardar serenamente pelos resultados dos inquéritos. Porque, no fundo, já se sabe quis as verdadeiras intenções dos “mau perdedor” entrincheirados em formações políticas capturadas pelo narcotráfico. 

O rebanho dos criminosos resolveu, perante à frustração da conspiração, corromper e baralhar as cartas com o pobre e pervertido argumento de que a ação foi inventada pelo próprio Presidente da República, Umaro Cissoco, e que esse ataque suicida deveria ser investigado por "peritos internacionais", como se os ditos especialistas tivessem algum conhecimento próprio sobre os acontecimentos na nossa terra.

Esta ação criminosa, no nosso entendimento,  não se pode qualificar de tentativa de golpe de estado, pelo simples facto de envolver militares e paramilitares. Não! Estamos a perceber o fenómeno a medida que os dados nos vão chegando. Podemos afirmar, sim, que aquilo que aconteceu, no dia 1 de Fevereiro, foi um ataque do tipo terrorista, pela sua característica e modus operandi. 

Mulas sem cabeça! 

 

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

 

QUEM TRAIU A GERINGONÇA?

Será que já não vigora o espírito que orientou o actual "pacto governativo"?

Sua Excelência Senhor Presidente da República em resposta às reclamações de alguns partidos sobre a recente remodelação governamental, disse: “… Esse Governo resultou de um consenso com o Presidente da República. Aos outros partidos o que posso aconselhar é para se prepararem melhor para as próximas legislativas para poderem ganhar e assim podem reclamar”. E para ser mais preciso, acrescentou, dizendo que “Esta geringonça é feita pelo Presidente da República, de forma que eu desvalorizo essas reivindicações, mas aconselho também os meus amigos do partido Madem (Movimento para Alternância Democrática) A para se prepararem melhor para poderem ganhar as próximas eleições legislativas”. 

Então, será que é assim, o acordado: quero, posso e mando? 

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

 

NOVA REMODELAÇÃO GOVERNAMENTAL

O Presidente Umaro Cissoco Embaló nomeou ontem, dia 26 de Janeiro, sob proposta do Primeiro-ministro cinco novos ministros que são:

1 – Aristides Ocante da Silva – Ministro dos Transportes e Comunicações

2 – Teresa Alexandrina da Silva – Ministra da Justiça e dos Direitos Humanos

3 – Abás Djalo – Ministro da Educação Nacional;

4 - Timóteo Saba N’bunde – Ministro do Ensino Superior e Investigação Científica;

5 – Cirilo Mamasaliu Djaló – Ministro de Administração Pública, Trabalho, Emprego e Segurança Social.

 

No nosso entendimento, este ciclone tropical apenas termina com a extirpação de Botche Candé, Ministro de Estado e do Interior, senão, o actual Governo será conotado com a corrupção.

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

  EXCELENTÍSSIMO DEPUTADO JOSÉ CARLOS MACEDO MONTEIRO 

EM PRIMEIRO PLANO




sábado, 15 de janeiro de 2022

 ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE?

Há um filósofo que diz: “por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade, porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas”.

Sobre o VI Congresso do PRS de corpo presente, pode-se concluir duas coisas: 1) Estabilidade da coligação governativa. Porque, para além do candidato Alberto Nambeia,  nenhum outro concorrente ao cargo expressou a garantia da continuidade dessa mesma coligação; e 2) A liderança política de Alberto Nambeia foi, na última hora, colocada em salmoura, aguardando congresso extraordinário.

Senão, vejamos: Num universo de 806 votantes, 406 delegados votaram Alberto Nambeia, enquanto toda a concorrência junta teve 404 votos (Os 7 candidatos perfazem 393 votos mais 11 votos entre nulos, protestos e brancos). Ou seja, Alberto Nambeia que agora se tornou num "homem sem rosto", ganhou a liderança do PRS por apenas 2 votos.  





terça-feira, 11 de janeiro de 2022

NHA FIDJU MATCHU BISTI DI KUMPÓ...


Os lambe-botas do Presidente Nambeia, atordoados com o poder, retiraram, sem autorização médica, o seu líder do hospício no estrangeiro, para exibir, ontem, na abertura do VI Congresso.

A sua estratégia consiste em legitimar a liderança moribunda de Alberto Nambeia, com o fito de continuar a controlar o poder. Um poder que ficaria agora nas mãos dos lambe-botas, que passarão a fazer o papel de enviados do líder moribundo junto aos seus militantes.

Como é possível não existir, entre seus acólitos, quem seja imbuído de idoneidade política capaz de concorrer, em igualdade de circunstâncias, com os demais aspirantes ao cargo de presidente deste grande partido?

A exibição do líder, só trouxe ignomínia à família Nambeia. Se eu fosse seu filho não admitiria tanta humilhação para o meu pai.


ÉH FADJAL DI PADJA...

ÉH BISTIL DI KANSARÉ...

ÉH CLAÇAL DARNAKÓ...

ALA FIDJU DI DJINTI NA MANKUSA...

 

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

 FELIZ ANO NOVO 2022!

O que nós vamos pedir a Deus, este Ano Novo de 2022, é que nos dê Energia e Sabedoria para lutarmos unidos contra à

Ignorância de ministros analfabetos;

Arrogância de ministros que nunca participam em reuniões de conselho de ministros;

Corrupção de ministros que fazem obras em plena pandemia do Covid-19;

Tribalistas de ministros que fundam partidos com base em divisões étnicas;

Traidores de ministros que criam partidos sem pôr seus cargos à disposição, alegando que a quota pertence ao antigo Presidente da República;

Que Deus nos abençoe e livre de todos os ministros - intriguistas e macumbeiros - de estado em funções desde 2001.

Que Deus nos abençoe e nos livre, também, de todos os Presidentes da República que viagem sem dar satisfação aos seus substitutos legais e que assinam acordos internacionais secretos e na calada da noite.